O Despertar Espiritual

Iniciou o seu despertar espiritual?

Conheça as várias fases do despertar.

Quando se trata de despertar espiritualmente (como é o caso com a maior parte das experiências espirituais), é quase impossível descrever totalmente com palavras o que isto significa, porque as experiências espirituais são, de acordo com a sua própria natureza, não lógicas, ou confinadas pelas limitações da linguagem.

Muito do que ocorre quando se desperta espiritualmente, não pode ser visto, ou descrito com precisão, mas somente ser sentido, vivido completamente, testemunhado e experienciado.

Então, o que significa ter um Despertar Espiritual?

Alguns descrevem o despertar como o momento em que se abre o coração a Deus e permite a entrada de um novo nível de luz e começa a ver e a experienciar uma compreensão mais profunda do que a vida realmente é.

Outros diriam que é o momento em que você se desliga da sua realidade, ultrapassa os condicionamentos e as crenças limitantes, permitindo-lhe começar a experienciar em primeira mão, a resposta para a pergunta: “Quem sou eu?”

Não importa quais as palavras que sejam usadas, o despertar espiritual é um momento de ascensão e, com consciência, este momento pode estender se a todas as áreas da sua vida.

O Despertar espiritual muda a forma como vê o mundo, e permite-lhe obter uma sensação de paz interior e de tranquilidade para gerir a sua vida.

Diferente para todos, o despertar espiritual dura apenas um momento ou pode estender-se por vários anos.

O Despertar Espiritual é o momento em que você está preparado e disposto a desligar se do seu Ego (o seu Eu Exterior) e começa a entender que existe um outro EU (interior ou Superior).

Esse momento dá-se na maioria das vezes quando está la em baixo, no fundo do poço, prestes a desistir, no momento em que só tem uma opção: submergir.

Quando as pessoas me chegam às consultas dizendo que as suas vidas não tem sentido, que estão num poço e que não sabem o que fazer. Gosto de responder: “Esse é o melhor lugar”. Alguns poderão ficar chocados, mas a realidade é que se chegaram ao fundo não podem descer mais. E é ali, no fundo do poço que podem aprender a conhecer se, a despertar a sua força interior, a perceberem quem são na realidade, a deixar cair máscaras e Egos para submergir o seu EU Superior. É aí que se dá o despertar para uma nova consciência!

O Despertar doí, sim… muito. Deixar cair o Ego, as crenças, as limitações é algo difícil. Por incrível que pareça, apegamos-nos a tudo… até mesmo ao que nos faz mal.

Não é que isto exija esforço, trabalho ou prática. O despertar espiritual está aberto a qualquer pessoa que esteja preparada a abrir mão de falsas crenças – leve isto anos para chegar a esse ponto, ou apenas um momento de impacto.

O despertar espiritual é uma experiência maravilhosa, mas pode por vezes assemelhar-se a uma montanha russa, irá oscilar entre estados de depressão, estados de exaltação e estados de estabilidade.

As quatro fases do Despertar Espiritual

Primeira fase: O Chamamento Do Despertar

O Chamamento do Despertar espiritual chega de muitas formas. A mais comumente entendida é a experiência da perda, da crise, ou de alguma tragédia. Quer se trate de morte, de dificuldades financeiras, um acidente ou lesão, um divórcio, um desastre natural, ou problemas com a saúde, este Chamamento do Despertar é sempre inesperado e por isso, sem dúvida, o mais doloroso.

Diante “da crise” você deixa de agir normalmente e entra em modo sobrevivência, muitas vezes, incapaz de pensar em algo que não seja “a crise”. É incapaz de digerir o que está a acontecer e sente-se intensamente desafiado. Este tipo de Chamamento do Despertar é chamado de “a noite escura da alma”.

O Chamamento do Despertar pode por vezes também ser um período prolongado de frustração com a vida. É uma sensação de que algo lhe falta apesar de ter tudo. Algo importante e não sabe o quê.

O Chamamento pode ser também um momento de reconhecimento ou de recordação. As coisas se tornam mais claras e começam a fluir com mais facilidade e adquirimos um senso de “propósito”. Isto pode vir de uma conversa, um livro, uma prática espiritual ou de um acontecimento inesperado.

Quando o Chamamento do Despertar o alcança, é impulsionado para uma fase de busca e descoberta. De repente precisa de saber, precisa de respostas, precisa de compreender os porquês da sua vida. Quer ler, falar sobre isso e sentir mais profundamente o significado de tudo. Quanto mais o tempo passa, mais urgente se torna a sua necessidade de compreender e de integrar o que está a acontecer na sua vida.

Segunda fase: A Criação

Aqui, percebe que por mais informações e mais experiências que tenha, a extensão total do que está à procura não pode ser encontrada em livros ou mesmo através de Mestres Espirituais.

Você percebe, que o que anda à procura e o que pelo qual anseia, é algo que pode somente encontrar dentro de si mesmo.

Se está a recuperar de uma crise ou de uma perda, começa a sentir que, talvez houvesse ali um propósito. Começa a sentir um consolo nesta situação e a entender que a sua noite escura da alma foi uma espécie de “presente” para impulsioná-lo para algo mais elevado.

Este “presente”, em primeiro lugar, manifesta-se como a capacidade de ver a beleza e a graça do universo que se revela agora na sua vida. Começa a olhar para trás, e a ver como isso o ajudou. Na fase da Criação vai fundir-se ao fluxo da vida e começa a ter a capacidade de ver a perfeição em todas as coisas. A sua necessidade de rotular as coisas como certas e erradas, boas e más, diminui.

É aqui que você começa a experiênciar mais a sincronicidade, não é que o sofrimento ou a ansiedade acabe (sim… ainda vai explodir quando os seus filhos deixarem o quarto numa confusão ou ficar impaciente no meio do transito ou numa fila de supermercado), mas vai começar a aprender a deixar de se identificar com estes sentimentos, a mudar para a perspectiva do observador e a permanecer no seu centro, confiante de que tudo está a acontecer como deveria.

Terceira fase: A Conexão

Fundindo-se mais com o EU, começa a experienciar que quem, e o que pensava ser, afinal não é. Este é um tempo de dualidade e de unidade. Você pode ver que os seus pensamentos e sentimentos vêm e vão, suas reacções vêm e vão, mas algo essencial está sempre presente.

Pode identificar se com os seus pensamentos e sentimentos ou pode recuar e ver que não é realmente o que está pensando e sentindo. Você é eterno. Está sempre presente, não vem e vai, está firmemente ancorado na conexão com o seu Eu Superior, com os reinos do Espírito e com Deus.

As coisas deixam de tornar se obstáculos e passam a simples acontecimentos que chegam a si com intuito de trazer aprendizagem e em vez de ficar submerso nas emoções, aceita os desafios que chegam até si, com gratidão.

Não é um estado robótico, o pensamento e o sentimento continuam. Continua a amar, a rir, a ficar triste… mas sabe que é mais do que todas estas coisas. Identifica-se mais com o seu Eu Superior. Neste estado, torna-se mais calmo, mais feliz e mais centrado.

Quarta fase: Integrando a sua Verdade

Nesta fase, a experiência de quem você realmente é, está mais estabilizada e constante. Identifica se cada vez menos com uma pessoa com problemas para resolver, e cada vez mais com um ser espiritual experienciando momentos – que não são realmente problemas, mas apenas algo que está a acontecer para seu crescimento enquanto Alma.

Esta é uma fase de grande alegria porque está muito conectado a Deus e a todo o Universo. Está claro para si que é Um com todos e com tudo, profundamente conectado e entrelaçado com toda a Vida.

Nesta fase, as pessoas à sua volta começam a notar a vibração e a paz que irradia de si. É a mesma pessoa que era antes, mas ao mesmo tempo é alguém inteiramente novo, porque a sua compreensão é bem maior.

Aprendeu finalmente a morar no seu coração, em vez de morar na sua mente.

Embora seja difícil descrever o despertar espiritual, cada um saberá quando estiver a acontecer!

Em breve será disponibilizado um Programa completo para O Despertar da consciência, onde cada um irá dar os seus passos no seu próprio caminho, ao seu ritmo e com o apoio necessário para minimizar os efeitos adversos para que possa alcançar a quarta fase com mais tranquilidade. Fica atento!

Consultas em Lisboa – Évora – Caldas da Rainha – Santarém – Benavente
#Hipnose_Terapêutica_e_Clínica
#Hipnose_Quântica
#Terapia_Regressão_Vidas_Passadas
#Barras_Access
#Coaching_Espiritual
#Limpeza_Energética.

756total visits,1visits today