autocura

A doença do ponto de vista da metafisica

Metafisica (=para alem da física) Doença para alem do corpo físico

Se procurar-mos a definição de doença em dicionários e enciclopédias, doença é um conjunto de sinais e sintomas específicos que afetam um ser vivo, alterando o seu estado normal de saúde. O vocábulo é de origem latina, em que “dolentia” significa “dor, padecimento”.

Em geral, a doença é caracterizada por uma alteração ou desvio do estado de equilíbrio de um indivíduo com o meio ambiente. Pode ser causada por fatores exógenos (externos, do ambiente) ou endógenos (internos, do próprio organismo).

Tudo é energia, isso já foi comprovado cientificamente (mas nunca é demais relembrar). Todo pensamento gera uma emoção, e toda emoção gera uma resposta bioquímica e fisiológica no corpo, isso também já foi comprovado.

Assim, quando ficamos doentes significa que algo não vai bem com os nossos pensamentos e emoções, e que estes são predominantemente negativos. A doença é um sinal claro de que precisamos mudar a nossa frequência vibracional!

Ora se falamos em frequências e vibrações, isso significa que tudo tem origem no corpo energético e que, se mudarmos a nossa vibração para uma frequência positiva (mais elevada) a resposta bioquímica e fisiológica também ela será positiva.

É por estes factos que a doença é considerada, pelo ponto de vista da metafisica, como um desequilíbrio (ou desarmonia) do corpo energético e que reequilibrando a nossa energia, os sintomas de “doença” desaparecem do nosso corpo físico.

Claro que quanto mais cedo esse desequilíbrio for corrigido menores danos causarão no corpo físico e mais fácil será reverter essa situação. Uma pessoa que manifesta sintomas de uma doença durante 20 anos e que já danificou o seu corpo físico, não pode pensar que ao reverter o desequilíbrio energético, o corpo físico se irá regenerar a 100%. Em alguns casos isso será possível noutros não na totalidade. Por isso o ideal seria sempre manter o corpo energético o mais saudável possível.

Mais uma vez sou da opinião que temos o controlo de tudo o que nos acontece, até mesmo da doença. Não somos vítimas das circunstâncias e do acaso (até porque não existe acaso) mas somos sim, vítimas dos nossos próprios pensamentos.

E por isso defendo que a cura é sempre uma auto cura, um poder que vem de dentro, mas nem sempre temos a força e a energia suficientes para resgatar esse poder. É aí que posso ajudar te com 2 ferramentas poderosas: a hipnoterapia que trabalha na mente inconsciente, lá onde a mente fica mais susceptível a sugestões positivas para reverter os pensamentos e emoções; Os florais de Saint Germain que trabalham no campo energético e emocional reequilibrando a tua energia e emoções.

O poder da mente é imensurável, temos o poder de criar a “doença” e o poder de criar a cura. Qual deles escolhes?

4198total visits,2visits today